Publicado em

Lançamento da 15º edição da Psychoanalysis.today

Em sua décima quinta edição, Psychoanalysis.today estuda os laços existentes entre linguagem e inconsciente. A linguagem permite ao ser humano exprimir seu pensamento e se comunicar por meio de um sistema de signos convencionais que constituem uma língua. Língua materna e línguas estrangeiras que questionam o próprio formato desta revista de psicanálise, publicada em cinco idiomas. A tradução permite a passagem de uma língua para outra, que são chamadas língua fonte ou língua de partida e língua alvo ou língua de chegada. Ela nem sempre consegue restituir o que permanece camuflado em uma linguagem e transmitir sua intensidade. Se isso acontece dessa forma em toda tradução, na dos textos psicanalíticos o choque é ainda maior, pelo encontro da matéria linguística com o inconsciente, com a ‘linguagem do infantil’. Aliás, linguagem da infância ou linguagem infantil? Uma língua nos perpassa inconscientemente. E é na transferência que o analista reconhece a força da língua, a potência da nominação, os fragmentos da língua primeira, os efeitos de deslocamentos…