Publicado em

Post-it: BRINCAR

A criança não tem à sua disposição a linguagem como o adulto, é através do brincar que ela pode por um lado, expressar as suas angústias e por outro lado, expandir a sua criatividade. 

No desenvolvimento da criança o brincar precede o desenho e o discurso, mesmo se o brincar é acompanhado de vocalizações. Uma criança que não brinca está doente e pode evoluir para situações em que não consegue fazer amigos, quer ser o centro das atenções pelo desejo incessante de se sentir interessante, reage com raiva, é tirânica porque quer que todos os seus desejos sejam realizados, etc. 

Diz-nos Donald Winnicott (1971): “Se a criança não pode brincar, é preciso fazer qualquer coisa para que essa criança possa começar a brincar”.

Continuar a ler Post-it: BRINCAR
Publicado em

Venezuela

Ao contrário do que a geografia nos ensina, a Venezuela é uma ilha. O que poderia ser uma metáfora torna-se uma dura realidade, quando tentamos compreender o seu drama humanitário e a sua crise constitucional. Não deixa de ser uma cruel ironia que o berço do realismo mágico, se tenha transformado na actualidade concreta da sobrevivência. 

Continuar a ler Venezuela
Publicado em

“Por isso não provoque, é COR DE ROSA CHOQUE!” Rita Lee

8 de Março de 2019 foi um dia histórico! Em Portugal, nunca tantas pessoas se reuniram sob a égide do feminismo. Mulheres, homens, crianças, pessoas transgénero cantaram em uníssono: “deixa passar, deixa passar, sou feminista e o mundo eu vou mudar“. 

Numa cidade ocupada por uma maré de gente sem constrangimento de se nomear feminista, não nos sentíamos só mulheres, só mães, nem ou só psicanalistas, mas cientes de que não temos apenas uma identidade e que podemos marcar presença em diferentes espaços, transitar por entre comunidades e engajarmo-nos num movimento plural, simbólico e simultaneamente intrínseco e coeso.

Freud pergunta-se: “O que quer a mulher?”

Continuar a ler “Por isso não provoque, é COR DE ROSA CHOQUE!” Rita Lee
Publicado em

Lançamento do livro “Este meu filho que eu não tive – A adopção e os seus problemas” de João Seabra Diniz

A Comissão Organizadora do Colóquio Espaço (In)finito e a editora Freud & Compahnia têm o prazer de convidar para o lançamento do livro de João Seabra Diniz, Membro Titular da Sociedade Portuguesa de Psicanálise.

16 de Março, 2019, pelas 16h na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa

A apresentação estará a cargo de Mª José Gonçalves

Convite