Publicado em

Um regresso a casa – com Christopher Bollas em Paris

Ah
não me venham dizer
oh
não quero saber
ah
quem me dera esquecer


Só e incerto é que o poema é aberto
e a Palavra flui inesgotável!

Mário Cesariny

Longe de estar familiarizado com toda a metapsicologia de Christopher Bollas, ou sequer com a sua maior parte, tinha tido contacto apenas com alguns conceitos e implicações técnicas, que haviam despertado em mim a curiosidade suficiente para nunca mais o largar. Continuar a ler Um regresso a casa – com Christopher Bollas em Paris